segunda-feira, janeiro 27, 2014

COIMBRA VAI POUPAR ?


Este negócio proporciona-me a seguinte lógica de merceeiro.

1. 40 milhões de euros é quanto vai custar a substituição de 35 mil lâmpadas. Cada  substituição de lâmpada, assim, vai custar  € 1.142,85. 

2.  Coimbra gasta por ano 2,8 milhões em iluminação. Prevendo-se uma poupança de 70%, isso significa que a conta  da EDP passa para 30%, ou seja, para € 840.00, e os 70% da poupança equivalem a   €1.960.000 anuais.

3. Ora bem,  com um investimento de 40 milhões, conseguimos uma poupança anual de 1,96 milhões. Isso significa que os 40 milhões vão demorar 20,4 anos a ser amortizados através da totalidade da poupança gerada.

4. Mas como a empresa  parceira não vai receber a totalidade da poupança anual, mas apenas parte dela, não percebo como o contrato só tem a duração de 15 anos.

5. Em paralelo, a  Universidade vai controlar a iluminação, mas isso é à custa de fundos comunitários.

6. Ou é a notícia  ou  é a história que  está mal contada.

5 Comments:

Blogger Lura do Grilo said...

Que mania de fazer estas contas inconvenients! De facto preço de troca por lâmpada parece-me excessivo.

A poupança julgo estar correcta.

A tecnologia LED talvez permita poupar alguma coisa em manutenção pois prometem mais durabilidade.

Mesmo assim o negócio é estranho ... realmente muito estranho e algo ruinoso.

22:27  
Anonymous H. Sá said...

Não é troca de lâmpada por lâmpada, mas sim troca das actuais luminárias (equipadas para lâmpadas de iodetos metálicos)por outro equipqmento adequado para lâmpadas de díodos (LED). Não falem do que não conhecem!

00:35  
Blogger carneiro said...

Caro H. Sá,

O meu texto refere-se exclusivamente ao tratamento aritmético dos dados facultados pela notícia.

Se cometi erro aritmético peço desculpa. Cessa aí a minha responsabilidade.

Mas repare que é a terminologia da própria notícia que fala na substituição de "lampadas". Se bem que uma mediana inteligencia leia luminária, como o caro refere. Aliás, a foto (google) que coloquei no poste ilumina que baste sobre a luminária permitindo perceber que não se está perante uma lampada isolada. Assim, agradeço a sua colaboração,apesar de redundante no caso concreto. A foto já se antecipara ao seu comentário.

Deve-se acrescentar, ainda, que há luminárias, iluminárias, iluminados, eliminados e alimárias.

09:13  
Blogger Lura do Grilo said...

"Não falem do que não conhecem! "mas sim troca das actuais luminárias (equipadas para lâmpadas de iodetos metálicos)por outro equipqmento adequado para lâmpadas de díodos (LED)".

Vai dar no mesmo: é um investimento desproporcionado a menos que as luminárias estivessem em estado lastimoso. Os produtos de iluminação led (dos quais tenho alguns e conheço bem) estão cada vez mais compatíveis com as soluções de iluminação existentes. Os preços das lâmpadas LED estão muito competitivas com as CFL mas estão ainda em maturação e falta-lhes provar na duração: coisa que ando a avaliar.

22:19  
Blogger Lura do Grilo said...

Mias sobre as tecnologias da iluminação pública: os LEDs neste segmento podem não ser os mais eficientes.

http://www.grahlighting.eu/en/street-lighting-technology-comparison

Por outro lado

22:24  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home