quarta-feira, outubro 05, 2016

MARIANA MORTÁGUA SALVA O PAÍS (outra vez)


Mariana Mortágua, que já vai sendo conhecida como a Esperta da Geringonça atendendo à quantidade de soluções inteligentes que encontra para fazer justiça social, brilhou mais uma vez. Recorrendo a um conceito muito simples para distinguir os ricos dos pobres, quase intuitivo, diríamos nós, a promessa que já é uma certeza na política nacional, utiliza a quantidade de merda cagada por cada um para aferir o nível de rendimento do agregado familiar. O conceito é tão brilhante que só espíritos simples e puros como o de Maduro deu por ele quando justificou a falta de papel higiénico na Venezuela com o aumento da riqueza do Povo. Se o Povo cagava mais, gastava mais papel e por isso o papel higiénico acabou porque o Povo estava mais rico. Se estivesse mais pobre não cagava tanto. Partindo de base científica tão evidente e simples mas ao mesmo tempo tão impressiva, a nova coqueluche da política nacional, desenvolveu o conceito do cagómetro para medir a quantidade mensal de merda debitada por cada agregado familiar. A Autoridade Tributária instala em cada residência uma unidade central e cada detentor do NIF recebe um cartão que deve introduzir no cagómetro antes de arriar o calhau. As utilizações em cagómetros alheios ficam devidamente registadas no Portal das Finanças devido ao uso obrigatório do cartão, pois que sem a respectiva introdução a tampa não abre. Para evitar as fugas ao Fisco, ou seja, para evitar que a malta ande a cagar pelas matas, baldios e atrás do Ecoponto, o Portal das Finanças estabelece uma presunção mínima de merda diária para cada contribuinte, cujo valor ainda está a ser ponderado, pelo que não adianta andar a arranhar o cú nas silvas. Numa fase mais adiantada do projecto, o cagómetro poderá avaliar pelo cheiro e consistência o tipo de comida antes ingerida e aplicar as diferentes taxas de IVA correspondentes. Ouvida na SIC por Clara de Sousa que lambuza com carinho tudo o que seja entrevistado de esquerda, a brilhante futura Primeira Ministra, chegou a adiantar com incontido orgulho que bem poderemos estar no limiar de uma nova era fiscal: a do imposto único sobre a merda.

5 Comments:

Blogger Lura do Grilo said...

Não vai funcionar. A malta ia cagar à porta do Costa.

21:45  
Anonymous Anónimo said...

Estou mesmo convencido que o imposto vai chegar
IUMS
Imposto Único da Merda Seca

Barão da Capelinha

19:33  
Anonymous Anónimo said...

Por enquanto a tampa ainda vai abrindo sem NIF aqui e ali, mas não dou muito tempo para que isso deixe de acontecer.



Rui (um cidadão cagante)

14:54  
Anonymous pvnam said...

Já foi a venda Empresas Públicas Estratégicas (electricidade, gasolina, etc)...
.
Segue-se o massacre da classe média com impostos {a classe média deve, de preferência, vender o seu património ao desbarato a grupos multinacionais com sede em paraísos fiscais}
.
A sociedade (nativa) não é sustentável (média de 2.1 filhos por mulher); o pessoal critica da repressão dos Direitos das mulheres... todavia, em simultâneo, para cúmulo, o pessoal defende que... no aproveitar da 'boa produção' demográfica proveniente de determinados países {nota: 'boa produção' essa... que foi proporcionada precisamente pela repressão dos Direitos das mulheres - ex: islâmicos}... É QUE ESTÁ A 'SALVAÇÃO' para resolver o problema do deficit demográfico!?!?!?!
.
.
NÃO É NOVIDADE 1: Ao longo da História... montes de civilizações/sociedades desapareceram numa alegre bandalheira.
.
NÃO É NOVIDADE 2: Ao longo da História... vários povos construíram muros... tendo em vista conseguirem sobreviver.
.
.
Os 'globalization-lovers', UE-lovers e afins... que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa.
-» http://separatismo--50--50.blogspot.com/.
[o legítimo Direito à sobrevivência das Identidades Autóctones]
[O primeiro passo será/é ir divulgando a ideia de SEPARATISMO nos países aonde a população nativa está sendo submergida pelo crescimento demográfico imparável dos não-nativos naturalizados]

22:52  
Anonymous Kruzes Kanhoto said...

Uma coisa destas ia dar merda...

13:03  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home