quinta-feira, agosto 01, 2013

NACIONALIZAÇÃO DA PRODUÇÃO DE MARIJUANA

Deputados aprovam legalização da marijuana no Uruguai. O Presidente e a maioria de esquerda querem ter o seu cartel.

Etiquetas:

14 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Tanta ignorância! Então não é melhor o estado controlar a venda e produção do que os traficantes e o dinheiro ganho dos impostos ser aplicado no país.

Olhe nunca ninguém morreu por fumar erva e morrem milhões devido a droga legal de nome álcool.

Não faz sentido ilegalizar uma planta, não existe vitima se as pessoas fumaram erva.

Já agora pesquise sobre as potencialidades desta planta que vão desde a medicina, papel, tecido, combustível ( sem danos para a natureza comparada com a pasta de papel do eucalipto )e muitos mais.

16:42  
Blogger carneiro said...

Será mesmo ignorância minha ou sede tua dum bom charro ?

00:12  
Blogger Lura do Grilo said...

Realmente é triste que a maioria acredite nas bacoradas do bloco de esquerda e se ache sabido. As drogas leves levam a uma degradação das capacidades cognitivas durante umas dezenas de horas e, muitos anos mais tarde, a uma incidência de doenças neuronais claramente superior na população que as consumiu. Há cada vez mais estudos publicados a este respeito.

19:17  
Blogger carneiro said...

A semana passada fui nomeado oficiosamente para um internado compulsivo. Distúrbio bipolar associado a esquizofrenia. O gatilho das crises é o consumo de haxixe associado a alcool. 39 anos de idade, filho único, herdeiro de meios consideráveis. Uma vida perdida.

20:09  
Anonymous Anónimo said...


A CENOURA É DROGA


O governo norte-americano irá divulgar ao Mundo que esta brilhante e terrível descoberta só foi possível com estreita colaboração dos anti-Terra e seus pares.
Segundo uma fonte crível, os governos da Europa receberam ordens da sede sita em Casa Preta, Washington U.S.A. para reunirem logo após a sua divulgação.
Nesta reunião, irão ser deliberadas leis muito pesadas para os prevaricadores. Os produtores de cenouras serão vigorosamente punidos por Lei, assim como os transportadores e os consumidores.
Alerto aos possíveis saudosistas para que a posse de uma só cenoura em vaso é motivo de punição.
Adianta a mesma fonte, para vários pontos:
1º A cenoura será alcunhada cientificamente de cenoubís. A palavra cenoura será irradiada, assim como todos os seus benefícios e aplicações, criando-se desta forma a nova psicose para tão perigosa e terrível droga.
2º A palavra cenoubis, crêem os seus mentores, irá fazer arrepiar os novos e vindouros primatas, enquanto os mais velhos irão desaparecendo. Desvanecendo-se assim todos os seus benefícios e aplicações.
3º Todas as lacunas, devido à inexistência das cenouras, serão preenchidas pelas indústrias petrolíferas, petroquímicas e farmacêuticas.
4º Serão efectuadas lavagens cerebrais a nível Mundial. Principalmente a juízes, médicos e jornalistas. Seguir-se-ão as forças policiais.
A estas, ser-lhes-ão fornecidas ilustrações da cenoubis para elucidação e intimidação das populações.
5º As lavagens acima citadas irão ser feitas com xampôs das grandes multinacionais. O sabão não é permitido por ser biodegradável, de baixo custo e pela principal razão de as grandes multinacionais não fabricarem produtos da Idade Média.
6º Que assim se diga e que assim se escreva: A cenoubis é droga.
Muitos de vós se estarão a rir, ocorrendo-vos à mente que os meus neurónios foram fundidos por um queimador de Kreps. Outros, a pensarem que tenho uma mente mais retorcida que um tubo de destilação de serpentina. Não, nada disso. Estamos a viver a realidade da irrealidade da cenoubis há mais de 57 anos de mentiras. Por cá, na ocidental praia lusitana, há 34.

00:29  
Blogger zingaro said...

A realidade chama-se cânhamo. A irrealidade chama-se marijuana.
O cânhamo foi alcunhado pela Casa Preta de marijuana, a terrível droga. Porquê?
Porque os anti-Terra e seus pares têm os bolsos com uma cubicagem de milhões e milhões de metros cúbicos. Os pobres diabos morrem mesmo sem os conseguirem encher.
A pirâmide da mentira está assim escalonada:
1º Indústria petrolífera, petroquímica e farmacêutica.
2º Governos de idiotas úteis, ou corruptos a soldo dos patrões acima citados.
3º Os angélicos juízes, os submissos executores e eles próprios também vítimas da lei idiota que o proíbe, baseada na ignorância sustentada em mentiras absurdas emanadas pelo 2º escalão.
4º A polícia, uns verdadeiros jardineiros botânicos, procuram-na viva ou morta em qualquer lugar.
5º Os bravos média buscam a verdade, toda a verdade, receando pronunciar ou escrever cânhamo. São uns verdadeiros eruditos, pronunciam e escrevem cannabis. Mas não tratam uma alface por lactuca silvestris. Aqui, toda a erudição desaparece. Em português é cânhamo, em espanhol é cañamo, em inglês é hemp e em alemão é hanf.
6º Os ignorantes, que falam do que não sabem e que dizem o que não devem, dando desta forma continuidade ao culto da mentira. Só mesmo um ciborgue poderá contrariar esta afirmação: As drogas não existem na Natureza. Contudo, há verdades tão evidentes que se tornam difíceis de as fazer entrar em determinadas cabeças. Principalmente, nas dos castrados mentais. A palavra droga está associada à química como uma carraça imortal, nasceu com ela. A química nunca mais se viu livre dela, nem livrará. E há-de morrer com ela. A palavra droga vem do tempo daqueles que deram origem muito mais tarde ao nascimento da química, os alquimistas. Eles que na sua grande maioria foram aquecer os ossos nas fogueiras da Inquisição, por produzirem coisas pecaminosas não existentes na Natureza, as drogas.
A palavra droga também se aplica a tudo o que não presta. Certamente que já todos a disseram ou ouviram aplicar em frases como estas: Este governo é uma droga. Isto é, este governo não presta. Este Mundo é uma droga. O que significa, este Mundo não presta. Só um mentecapto ou um ignorante pode ir ao ponto de aplicar a palavra droga à MATÉRIA-PRIMA MAIS RICA DO PLANETA, em que nada se lhe compara. Nem o ouro, nem os diamantes e muito menos o petróleo. É aqui que bate o ponto, é a questão, é a verdade e é o problema. E o problema é… o cânhamo está ao alcance de todas as nações e para que isso suceda basta cultivá-lo. As aplicações do cânhamo ascendem a mais de 25.000 produtos, que vão desde o seu uso no fabrico de rebuçados à produção de dinamite. A resultante do semeio do cânhamo à escala planetária é o aparecimento de uma nova revolução industrial, dando também origem a uma nova economia mundial, com a formação de milhares de novas indústrias que criarão milhões de novos postos de trabalho. É a verdade crua e nua que os seus inimigos (petrolíferas, petroquímicas e farmacêuticas) tentam encobrir a todo o custo. O cânhamo, na realidade, só contém duas pechas, que em geral os seus defensores raramente abordam. É com pesar que as deixo aqui explícitas: não dá vida a um morto, nem transforma um homem corrupto em honesto.

00:30  
Blogger zingaro said...

Na Natureza, existem substâncias simples ou compostas. O cânhamo é uma planta, é uma substância composta. Ricamente composta, e aí reside todo o problema. É A MATÉRIA-PRIMA MAIS RICA DA TERRA, SEM CUSTOS E AO ALCANCE DE TODOS OS PAÍSES.
Já nos deu muito num passado não muito distante. Com a tecnologia actual muito mais nos poderia dar.
Dar é a palavra que qualquer usurário ou Governo fica mal disposto só de a ler ou ouvir pronunciar. O cânhamo significa para todos os povos riqueza e o fim da fome.
Basta cultivá-lo. Esta frase, seguida de acção, é horrível para os anti-Terra e seus pares. Eles acumularão biliões de prejuízos com as suas petrolíferas, petroquímicas e farmacêuticas. Já não poderão comprar governos corruptos, e isto é dramático.
Aqui fica o meu grande hip, hip hurra! para o governo holandês pela sua coragem e honradez para com os seus cidadãos e contribuintes. Milhões serão poupados com as compras desnecessárias de THC às farmacêuticas. Maldito cânhamo! Espero em breve ver-vos a administrar Cursos de Formação maciça a todos os idiotas que se encontram nos governos que o perseguem. E façam um último um esforço, arrumem de vez com o gasóleo e a gasolina.
Porém, o governo holandês deve ficar atento à Casa Preta e aos seus perdigueiros. Corre o sério risco de ser rotulado de estado terrorista económico. Como consequência normal, legal e legítima, terão de ser invadidos, para a libertação da vossa população de um estado terrorista económico. Que já começou a corroer a débil economia das multinacionais farmacêuticas.
O cânhamo é o alimento mais completo em aminoácidos e ácidos gordos. Se os países pobres o cultivarem, a fome será quase ou mesmo irradiada, devido às excelentes produções obtidas por metro quadrado, e a melhoria da saúde pública das suas populações será bem visível.
As suas economias crescerão rapidamente, tornando-se independentes e desnecessariamente pedintes para com aqueles que os esmagam. Caricatamente, quase todos têm cânhamo. Usem-no! Comam-no! Fumem-no!
Segundo despacho da Agência France Press em 10 Out/95
A F P 101139 GMT Oct/95
ZCZC
00049 BRZ/ AFP-AQA2
Rc China- longevidade 10-100166
Na província de Guangxi, cuja população em 95 era de 220 000 pessoas, 69 tinham 100 anos ou mais, 226 entre 90 e 99 e 1 724 pelo menos 80 anos.
Atribuem esta longevidade ao facto de na sua dieta entrar frequentemente cânhamo e xaropes à base deste.
- Onde está a FAO?
- Ou que lado está a FAO?
- Onde está a OMS?
- Ou de que lado está a OMS?
Os cientistas estão preocupados com o efeito de estufa, mas andam só preocupados.
Ainda não estão desesperados. Quando atingirem este estado, eles encontrarão a solução, estejam descansados.
Creio que solucionarão o problema dentro do espírito científico, como tal serão gastos biliões para a produção do desnecessário e falível.

00:31  
Blogger zingaro said...

Talvez esta nobre classe tenha toda ela sofrido um derrame cerebral colectivo, apagando-se dos seus brilhantes e cristalinos cérebros a operação de fotossíntese.
Às vezes, basta uma pequena pancadinha no cérebro para ele despertar.
Cá vai: - É a absorção do dióxido de carbono pelas plantas com a libertação de oxigénio e água sob a forma de vapor.
Eureka! Estudamos isso em Ciências Geográfico-Naturais, quando éramos putos.
Óptimo. Então dêem o vosso parecer favorável ao plantio do cânhamo aos governos idiotas e corruptos que o perseguem.
Ele é o travão total para que cesse o abate de milhares de quilómetros quadrados de árvores que se faz diariamente para a produção de celulose. Um só hectare de cânhamo produz a mesma quantidade de celulose que quatro hectares de árvores, e apenas em 120 dias ele produz 24 toneladas num hectare. Um eucalipto necessita de entre doze a treze anos para ter a rentabilidade mínima necessária para a produção de celulose, e um pinheiro entre dezoito a vinte anos. O cânhamo cresce de quatro a sete metros em três a quatro meses, e conforme os climas as suas produções podem ser contínuas. Tomando para termo de comparação apenas uma produção anual de cânhamo, ao fim de 12 anos ele produz 48 vezes mais que uma plantação de eucaliptos. E ao fim de 18 anos 72 vezes mais que uma plantação de pinheiros. Não existem dúvidas — os idiotas úteis e corruptos destroem o planeta e brincam connosco. Até quando?
A acção de fotossíntese produzida por um pinheiro ou um eucalipto ao fim de três meses de germinação é ínfima ou nula quando comparada com o cânhamo, e continuará a ser ao fim de dois anos. Também não se esqueçam das árvores de folha caduca, que só fazem elaboração da acção da fotossíntese durante quatro a cinco meses, nos outros restantes elas mandam que vocês laborem por elas.
Classificam as pessoas que fumam cânhamo como toxicodependentes. Esta afirmação é ridícula e deprimentemente estúpida.
Desde quando o oxigénio é tóxico? Bom, a marinha portuguesa que se cuide ou vão todos dentro. Andam a fomentar a toxicodependência vendendo oxigénio bárico, e as doses são muito caras: 60 euros por sessão.
O cânhamo quando fumado é um vasodilatador poderoso. Ou melhor, é o mais poderoso. Dilatando as vias respiratórias, bronqueais e pulmonares, permitindo uma maior oxigenação de todas as células do nosso corpo.
É precisamente o inverso do que os mentirosos dos anti-Terra lhe atribuem.

00:31  
Blogger zingaro said...

A acção de fotossíntese produzida por um pinheiro ou um eucalipto ao fim de três meses de germinação é ínfima ou nula quando comparada com o cânhamo, e continuará a ser ao fim de dois anos. Também não se esqueçam das árvores de folha caduca, que só fazem elaboração da acção da fotossíntese durante quatro a cinco meses, nos outros restantes elas mandam que vocês laborem por elas.
Classificam as pessoas que fumam cânhamo como toxicodependentes. Esta afirmação é ridícula e deprimentemente estúpida.
Desde quando o oxigénio é tóxico? Bom, a marinha portuguesa que se cuide ou vão todos dentro. Andam a fomentar a toxicodependência vendendo oxigénio bárico, e as doses são muito caras: 60 euros por sessão.
O cânhamo quando fumado é um vasodilatador poderoso. Ou melhor, é o mais poderoso. Dilatando as vias respiratórias, bronqueais e pulmonares, permitindo uma maior oxigenação de todas as células do nosso corpo.
É precisamente o inverso do que os mentirosos dos anti-Terra lhe atribuem.
A sua toxicidade é nula ou quase nula. Se ficou a resmungar que é quase, então aconselho-o: — Não coma bifes nem batatas fritas, ou outra coisa qualquer, devido ao facto de no seu organismo se formarem radicais químicos, que são os responsáveis pelas suas doenças e morte natural. Eles são, o fenol, mercaptans, escatol, indol, fosfogénio, ureia, produtos amoniacais, cadaverina, aldaídos, acetonas, ésteres, álcoois, gás sulfídrico, toxinas diversas-metanas e sulfetos. Não ingira drogas farmacêuticas porque corre o sério risco de lhe provocarem lesões no estômago, fígado e rins, e também a morte. Recorde-se do Lipobay, que na Alemanha matou cerca de 40 pessoas, em Inglaterra cerca de uma dezena e em França duas ou três pessoas. Contudo, nada se passou. Nenhum dos responsáveis foi preso. É a ciência deles ao serviço do homem e em simultâneo dona da verdade.
O cânhamo deveria já estar a ser empregue em tudo. Nomeadamente na recuperação de toxicodependentes.
Se, por fumarem cânhamo, tiverem um contacto directo com os nossos falsos protectores, a primeira protecção que vos é dada é contra os raios ultra-violetas.
Seguir-se-ão os conselhos. E quando vos disserem que precisam de um psicólogo, riam-se. Porque quem precisa são eles. São os toxicodependentes da mentira da Casa Preta.
Vamos soltar o cânhamo dos escroques da Natureza e do homem: as petrolíferas, petroquímicas e farmacêuticas, eles são os verdadeiros guardiões do cânhamo. Ele é-lhes mortal. Aviso-os que vai ser um verdadeiro enjoo de biliões e biliões de prejuízos, todos os biliões que o seu cérebro possa alcançar. Consequências directas para todas as petrolíferas: As torres de extracção de petróleo em terra param, assim como todas as torres marítimas. Os petroleiros param, devido a não haver necessidade de transporte entre continentes, motivado pelo facto de todos os países produzirem metanol. A natureza fica grata, pela razão de terminarem os desastres ecológicos com os hidrocarbonetos aromáticos. Se um metaneiro, se é que serão precisos, se afundar, o metanol, que é um álcool, facilmente se diluirá e evaporará, com consequências muito menos funestas para o ambiente.

00:32  
Blogger zingaro said...

As refinarias param. Todas as suas tecnologias passam a ser sucatas, pois os produtores de metanol serão como as cerejas e atirarão para a falência todos os velhos e poluentes donos do mundo: Exxon, BP, Shell, Texaco, etc. Claro que eles não ficarão quietos, e irão produzir metanol, mas aí… coitados, terão toda a vossa concorrência. Vai ser divertido vermos os anti-Terra a perderem o controlo da economia mundial. Teremos ainda milhares de quilómetros de pipelines desactivados que contribuirão para o aumento da sucata.
Tudo isto será provocado pela libertação e comércio livre do cânhamo. Eles não querem a globalização? Nós damos-lha. Globalizamos o cânhamo.
Rudolph Diesel, quando inventou o seu motor, foi para ser alimentado por carburantes de origem vegetal. Basta uma pequena modificação para que todos os diesel gastem metanol. É o retorno à sua origem. Os motores de explosão, que concorrem entre si na Fórmula Indy/Nascar, utilizam já há décadas como carburante o metanol. O famoso caça alemão Messerschmitt. M-269, da II Guerra Mundial, foi o primeiro avião do mundo construído com motores de reacção (jacto). O carburante utilizado era o metanol. Uma das 25.000 aplicações do cânhamo é no fabrico de metanol e o seu processo de produção é fácil e barato. Em termos de comparação é o preço dum Ferrari contra o preço duma bicicleta. O processo de fabrico consiste nas seguintes operações: maceração, sacarificação, fermentação e destilação, isto é, qualquer produtor de aguardente o pode fabricar desde que lhe introduza a sacarificação. E acabaram-se as petrolíferas. Possivelmente passarão a ser “gasoníferas”, pois venderão gás natural e pouco mais.
As indústrias petroquímicas dependem dos subprodutos das ramas do petróleo.
Também aqui, o enjoo é o mesmo. Biliões e biliões de prejuízos ou mesmo a falência. Claro, estou a exagerar.
Eles tornar-se-ão nos alquimistas do nosso século. Irão produzir o inaplicável para outro lado. Possivelmente para Marte. A DuPont, que é a maior empresa mundial da indústria petroquímica criou 80% do seu mercado devido à proibição do cânhamo. O inverso também é verdadeiro.
Vou dar-vos apenas um exemplo: Roupa! A indústria têxtil chega e sobra para exemplo da perda de biliões e biliões. A população mundial toda ela anda vestida, mas são precisos biliões de km de tecidos todos os anos. Tudo isto está controlado pelos anti-Terra, também tudo isto desaparece com a libertação e comércio livre do cânhamo. Os produtores de algodão são na sua grande maioria os países pobres, cuja mão-de-obra é barata. A estes, são-lhes vendidas todas as drogas, pesticidas, herbicidas e fertilizantes. É a forma controlada sobre os preços do algodão. Todos os anos sobem os preços das drogas acima referidas, consequentemente sobem os preços das ramas do algodão. Quanto lhe custa uma camisa 100% algodão e quanto lhe custa uma camisa 100% poliéster? É desta forma que todos os anos há uma maior penetração do nylon, poliéster etc. São produtos que não são poluentes para o homem, mas que podem causar alergias.

00:33  
Blogger zingaro said...

Para a Natureza, elas são poluentes. São milhões de toneladas/ano que ela não as transforma em nada, são inertes.
Mas quando a sua camisa ou blusa na contextura tiverem frequentemente a designação 100% cânhamo, os anti-Terra estarão moribundos ou falidos. Os produtores de algodão passarão a produzir cânhamo, assim como todos os países, sem os gastos desnecessários das drogas poluentes já referidas. Os lençóis de água agradecem, assim como todos os insectos e espécies de que deles dependem.
Os anti-Terra sobreviventes irão fazer grandes campanhas publicitárias em Marte, para a colocação dos seus lixos têxteis, porque das roupas velhas de cânhamo serão feitos milhões de km de papel, poupando-se milhares de km2 de floresta. Em 1880 era conhecido pelo papel de trapo. Alguns países tiveram sempre um pé de fora do barco dos idiotas úteis ou corruptos, semeando muitos pés de cânhamo para a produção de tecidos. São eles: Rússia, Polónia, Roménia, Hungria, Itália, Alemanha, China, Índia e recentemente a Espanha. É de enaltecer e encorajar, mas não chega, ainda faltam os combustíveis, as polpas para o papel e a alimentação. Em resumo, a sua total libertação e comercialização, porque nesta situação o cânhamo anda de coleira electrónica. Contudo, os anti-Terra começam a sofrer o início da sua derrota.
As farmacêuticas são os pares dos anti-Terra, foram bem nascidas, nasceram do chichi do Wohler e consequentemente são muito afortunadas. E, por triste fortuna, odeiam a Natureza. Sabiamente, transformam tudo o que existe na Natureza em comprimidos. Uns verdadeiros copistas da Torre do Tombo. Se lhes dermos apoio, estes guardiões da saúde ainda nos irão vender e controlar o cloreto de sódio, o velho sal das cozinhas. Iremos comprá-lo com uma receita na mão e muitos lucros de permeio. Isto será para a protecção dos hipertensos. Tudo se passa em prol da dupla saúde. Saúde física e financeira existente ou inexistente nos nossos bolsos.
Quem não tiver saúde financeira é-lhe decretada a morte. Bonito e comovente o que se passa em África, milhões de africanos com sida e a OMS a afirmar que não há dinheiro para comprar THC às multinacionais farmacêuticas, para lhes diminuir o seu sofrimento. Que precisa da ajuda dos países ricos. Que nojo, querem ajudar os africanos ou as farmacêuticas com compras desnecessárias do THC? Nós, o Mundo, não precisamos do vosso THC para nada. Temo-lo no cânhamo. Nem África precisa, tem cânhamo com fartura, basta fumá-lo. Fumem-no. Para prova cabal temos o governo holandês. Não nos venham com parangonas que a longevidade aumentou não sei quantos anos. Vocês estão a anos luz de Guangxi. Tudo quase ao natural, cânhamo na dieta, cânhamo em xaropes, nada está sintetizado. Foi doado pela Natureza.

00:33  
Blogger zingaro said...

Devem pensar que me esqueci dos biliões e biliões de prejuízos. Podem rasgar 50% de um simpósio e contabilizem as perdas. Porque quem tem saúde não consome drogas farmacêuticas. Comer cânhamo ou os seus derivados, como a manteiga de cânhamo e óleos resultantes da prensagem das suas sementes, é comer saúde, é ingerir os aminoácidos, isoleucina, leucina, treonina, fenilalanina, triptofano, lisina, valina, histidina, cisteina, arginina, metionina e os ácidos gordos linoleico e linolénico. Ele apenas contém cerca de 400 isómeros potencialmente terapêuticos que não farão parte do rol das estúpidas patentes da ciência rasca e fraudulenta que se limita a copiar substâncias que se encontram na Natureza no estado livre.
Petrolíferas, petroquímicas e farmacêuticas são gigantes que nem pés de barro têm. Bastam quatro safras de cânhamo a nível mundial para ficarem moribundas. Eles sabem-no. Por esta razão têm stocks de exércitos, juízes e polícias por todo o mundo. Pura e simplesmente compram governos corruptos, ajudados pelos governos de idiotas úteis que lhes dizem ámen, mas não se esqueçam que somos nós com o nosso inútil voto que elegemos idiotas úteis e corruptos. Está na altura de acabarmos com o Império do Lixo.
Pensem com as vossas cabeças, ou só as têm para utilização de xampôs das multinacionais?
Salazar, o velho ditador permitia o cultivo do cânhamo. Nada de inovador, porque Portugal sempre o semeou.
O moderado Marcelo Caetano, permitiu que os seus neurónios fossem sugados pela Casa Preta.
Fez-se uma revolução, disseram eles na altura que era para nos devolver a liberdade e pôr fim ao obscurantismo, daí adveio a escuridão total de 30 anos, começou então o reinado dos iluminados. Apresento-vos os Patriarcas: são eles os versáteis CDS versus CDS/PP, PPD versus PSD e os conservadores PS e PCP, que não mudaram as siglas.
Todos andaram às voltas com as leis e a Constituição, mas não aboliram a lei que proíbe o semeio do cânhamo. Todos tomaram e tomam anti-depressivos. Isso são drogas, tiram-vos a capacidade de raciocínio, potenciam o álcool e contrariamente ao cãnhamo provocam a dependência. E esta está bem patenteada pelos 17 milhões de embalagens de antidepressivos vendidas em 2003 em Portugal. Porém, quando o cânhamo for liberto, mais de 50% destas ficarão nas prateleiras.
Vós, os auto-intitulados democratas, fazeis fé numa mentira e numa lei idiota que proíbe o semeio do cânhamo. Acordem, deixem de maximizar a vossa ignorância ou corrupção, ambas atingem o auge com as prisões de quem o semeia.
Em 2003 e este ano grandes áreas foram carbonizadas pelos incêndios, todavia elas já estariam verdes, bem verdes se o cânhamo tivesse sido semeado, e ter-se-iam libertado dezenas de milhares de quilolitros de oxigénio para a atmosfera. Várias safras já estariam feitas para as podermos empregar no que bem quiséssemos.

00:34  
Blogger zingaro said...

Eu não sei se os iluminados sabem que das uvas também se pode fazer vinho. Pois é, do cânhamo também se pode produzir metanol, cerca de um litro/m2, ou seja, 0,92 l. Só na zona do Alqueva existem 110.000 hectares que se encontram desaproveitados, e que produzirão em apenas 120 dias matéria-prima suficiente para fabricarmos mais de 1.000.000 Kl de metanol, que dão para atestar mais de 22.000.000 de veículos cujos depósitos tenham capacidade para 45 litros. Não precisam de mendigar aos países da OPEP as ramas de petróleo que estes simpaticamente colocam cá a custo zero.
Meus senhores, libertem-se dessa humilhação e libertem-nos da vossa ignorância ou corrupção porque senão o fizerem são vocês que tem de ir para trás das grades, pois o planeta Terra assim o exige, e debaixo de uma única bandeira branca e no centro uma bonita folha de cânhamo verde, bem verde, vós ireis para a prisão, não para ver televisão mas para o cultivar nos campos. Ser-vos-á dado apoio de reinserção terrena através de um bom e verdadeiro livro, cujo título é “O Rei Vai Nu”, de Jack Herer. Curiosamente, a editora chama-se Via Óptima.
A vossa inapetência mental sobre esta matéria não terá descanso. Tereis também que estudar a revista “Cânhamo” e os seguintes sites:

HEMP - Jack Herer > http://www.jackherer.com/
POT-TV Internetwork > http://www.pot-tv.net/
HanfHaus Online Shop > http://www.hanfhaus.de/
Cannabis News - marijuana, hemp and cannabis news > http://www.cannabisnews.com/
Ya-Hooka - The Guide to Marijuana on the Internet > http://www.yahooka.com
NORML - The National Organization for the Reform of Marijuana Laws > http://www.norml.org/
www.hempro.com/en/index
Cannabis Culture Magazine > http://www.cannabisculture.com/
HempWorld Portal > http://www.hempworld.com/
MAP: The Media Awareness Project > http://www.mapinc.org/

Os melhores alunos serão distinguidos com a liberdade de fumarem cânhamo. Infelizmente, não lhes fará mal algum. Os contemplados mais medrosos terão o acompanhamento desnecessário de um médico holandês para o fumarem, pois os médicos de cá não sabem, e alguns preferem as benesses do Rei do ácido salicílico.
Para que o cânhamo seja liberto e de livre comercialização, só me ocorrem estas soluções:
- Com o nosso querer, elucidando as pessoas sobre os benefícios do cânhamo e de tudo o que ele representa para a Humanidade, contribuindo para que a mentira ganhe mais caruncho até que caia de podre.
- Com o nosso voto, beneficiando aqueles que o defendem, porque estes são os verdadeiros defensores do planeta e do homem.
Muito mais rápido, fazemos uma revolução do dia para a noite e instauramos a monarquia com um clone do Rei D. João IV.
Se o Rei D. João IV nos pudesse contactar, creio que o faria mais ou menos nestes termos, e certamente começaria com uma afirmação verdadeira:
“Por minha Real ordem, todo o meu reino ficou coberto de cânhamo. Foram plantados canhameiros pelo povo, nobreza e clero. Para que o meu reinado não tenha sido em vão, e para que vós não desperdiceis tanta e imensa riqueza, rogo-vos que divulguem este documento desde o rio Minho ao Guadiana, usando as vossas tecnologias, mail, fax, fotocopiadora ou ainda verbalmente. As cinzas do vosso velho Rei ficarão gratas aos seus súbditos”.
.
— o espírito de D. João IV,

00:34  
Blogger carneiro said...

Camarada Zíngaro. Tens que reduzir a dose, pá.

Assim, até te sobre o cérebro à cabeça.

17:55  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home