quinta-feira, agosto 15, 2013

MÁRCIO BARBOSA

Hoje foi a doer. A forma como Barbosa  fez a aproximação ao grupo intermédio e o ultrapassou no último quilómetro antes do alto das Penhas da Saúde foi à campeão. O resto da corrida  ficou  na mesma.
Uma nota pessoal para recordar a subida com início no  Largo da Câmara junto à estátua de Pero da Covilhã. Dali até à Torre são rigorosamente 21 Km. Embora hoje não tivesse sido esse o trajecto completo. Os profissionais fazem em pouco mais de hora e meia. O meu record é rigorosamente de 3 horas certinhas até à rotunda da Torre. É por isso que tenho memória de todas as rampas, curvas e falsos planos. Demoro tanto tempo a subir que dá para guardar em memória.

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home