sábado, novembro 21, 2015

OS 14 MILHÕES

A notícia é do Jogo. Que terá feito um estudo com base no Facebook. O que quer que isso signifique.


"os dragões, sendo o emblema nacional com maior número de fãs no Facebook (3 382 439), possuem apenas um quarto (24,5 por cento) desses adeptos em território nacional, ao contrário do clube da Luz, cujo total de 3 102 997 fãs fica abaixo do dos dragões, mas está maioritariamente implantado em Portugal - 1 429 914 fãs do Benfica estão localizados em solo luso, isto é, 46,1% do total.
O Sporting é a terceira força nacional em número de fãs, embora no Facebook esteja longe dos 3,5 milhões de adeptos só em Portugal a que se referiu o presidente dos leões no início deste mês... Aqui, na rede social, o clube de Alvalade fica algo abaixo dos dois milhões, concretamente 1 952 946."


Estas coisas apenas indiciam tendencias. Do mesmo modo que  a história dos 6 milhões foi criada por uma sondagem da SIC,  daquelas de 997 entrevistas telefónicas, na época em que a televisão privada se estava a lançar e precisava de se ancorar no clube que garantisse mais audiencias. E numa sondagem dessas, o resultado episódico deu 60% de tendencia benfiquista e tanto bastou para se ter  extrapolado e lançado o mito urbano dos 6 milhões de benfiquistas e ter culminado em Vale e Azevedo que foi o preço que o Benfica pagou por ter deixado a Sic entrar na sua intimidade e manipulado o seu destino.
 Agora irrita-me solenemente a história dos 14 milhões. Porque é uma óbvia aldrabice. Pura  invenção de um psicopata megalómano. 
 Como se percebe pelo gráfico, a marca Benfica não será,  do Futebol Portugues  a mais conhecida internacionalmente. Aliás, basta 20 anos consecutivos na Liga dos Campeões para deixar perceber que o FCPorto teria vantagem nesse comparativo. Mas  as coisas são como são. Há quem entenda a vida não como ela é, mas como gostaria que ela fosse.
Já agora vou pôr o meu like na página do FCPorto. Sempre é mais um.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home