segunda-feira, agosto 31, 2015

A ONDA DA VITÓRIA SOCIALISTA

A rua explode de entusiasmo e alegria. A esperança estrangula a garganta dum Povo oprimido. Muitos choram de emoção por finalmente irem contrariar a agenda escondida. Alguns, mais valentes, cantam a Grandola, em cada esquina um espreita, por causa do Juiz Alexandre, outros a plenos pulmões berram o hino contra os canhões, marchar, vai tu. Varoufakis acelera a Yamaha em ponto morto, libertando ratéres de celebração da vida assertiva e consequentemente revolucionária. Raquel  Varela desce à rua, ainda palitando  depois dum almoço de 150 paus no restaurante da abundância socialista. Kaiser, o agora famoso rottweiler da Quinta do Conde, ladra desalmadamente de entusiasmo ao sentir tanta agitação. Arnault limpa a emoção à ponta do avental e suspira. Mas que saborosa  utopia. E o preso político cata mais uma pulga do cós da peúga. Da perna esquerda.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

O que terão feito â manela para apresentar aquela cara de espanto?
Coisa boa não terá sido.
Mas, pergunta a minha ignorância, onde é que entra o 44 que o não vejo.
Percebe-se a ausência de A. Santos e do Marocas pois àquela hora já estavam a dormir e com a cabeça pendente, mas o Joãozinho, por onde andará?

09:47  
Blogger carneiro said...

não o vê, mas está presente. Como o filho de deus...

10:34  
Blogger Bruno said...

Eu só vejo é o Tózé a rir à gargalhada se o chamuças não ganha por um voto.

Se ganha por um voto sabe-se por que razão: país de funcionários públicos, pensionistas e outros parasitas. Se houvesse mais gente do batente do privado o pê-esse tinha 3%.

13:27  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home