domingo, junho 28, 2015

GAIATOS QUE NÃO SABEM O QUANTO CUSTA GANHAR A VIDA

 HELENA MATOS no Observador

"Nesta crise grega houve de facto falta de experiência, de inteligência e de um partido que tivesse à frente um líder capaz de negociar logo ceder em muita coisa para ganhar outras. Não houve e daí o falhanço.
Tsipras nunca teve condições políticas para negociar um acordo. E também não as conseguiu criar. Procura agora condições para romper as negociações. Afinal o seu programa não é governar a Grécia. É ficar bem na fotografia. Ou pelo menos não estragar a imagem que ganhou nos estúdios de televisão onde politicamente nasceu e onde as teses dos radicais fazem sempre mais sentido que todas as outras.
E agora? Agora a vida tem de continuar seja qual for o caminho seguido pela Grécia. Mas que nos fique de emenda: não é possível, não é honesto e não é justo que o governo de um país da UE capture as atenções, o tempo e as energias das instituições europeias desta forma durante meses.
E eu mesma acabo este texto irritada comigo por ter perdido o meu tempo e o espaço desta crónica a escrever sobre uns gaiatos que não sabem o quanto custa ganhar a vida e não sobre aquele polícia espancado e esfaqueado numa “festa multicultural”. Azar o dele ser polícia. Se fosse gato ou doutor-activista de festas multiculturais o país estaria hoje verdadeiramente indignado. Assim não fosse o Correio da Manhã e quase nem se dava pelo assunto."

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home