sexta-feira, junho 05, 2015

ESTILOS



JJ apareceu no Benfica com a imagem de um Zé Labrego que nem falar sabia. Ao longo do  tempo o discurso foi-se aprimorando, percebeu-se que teve aulas para falar em público. Os benfiquistas passaram a achar que ele era o melhor do mundo.  Não tanto pelos  resultados desportivos e financeiros conseguidos para o Benfica, mas apenas porque passaram a acreditar que JJ era benfiquista..Até falavam em tranferencias para o Real Madrid, para o Barcelona ou para o Bayern. Uma vez, até se falou no Manchester United - o "naite" que antes servia de gozo. No fundo, não acreditavam nessas hipóteses, mas isso servia perfeitamente para alimentar a chama do "somos os maiores do mundo". Até proque JJ, sendo benfiquista, só não fazia a mala e aproveitava essas hipóteses de carreira milionária, porque ficar no Benfica, mesmo pobrezinho, era muito melhor. Mas quem é que no seu juízo perfeito escolhia de livre vontade abandonar o "melhor clube do mundo" ? Só por causa de dinheiro ? Era o que faltava... Como sabemos, o benfiquismo é isto: esta capacidade tremenda de ler a realidade.

Na hora das grandes decisões, a Direcção do Benfica não se chegou à frente. Consta que até ofereceu uma baixa significativa de salário só para que JJ mantivesse a subida honra de continuar a treinar o "melhor clube do mundo". 
Naturalmente, JJ optou por melhores condições contratuais noutro local. Toda a gente percebe que só pode ser assim. Mas os benfiquistas indignaram-se. Ou antes, algumas das pessoas da Direcção do Benfica, incluindo o Presidente, indignaram-se. E agora vomitam veneno a falar do assunto, não conseguindo disfarçar a frustação por terem sido abandonados.
O caso de João Gabriel, então, roça os limites da estupidez. Este cavalheiro esquece-se que só manteve o emprego bem pago no Benfica, porque JJ conseguiu nos últimos 6 anos tirar o Benfica da indigência onde se andava a afundar. Não fosse JJ a ter elevado o Benfica nos últimos 6 anos aos padrões mínimos que entusiasmam os sócios,  e a actual direcção já tinha ido à sua vida há muito tempo.
Ademais, nem consta que João Gabriel tivesse aceitado baixar o seu salário, para favorecer uma solução mais vantajosa para a continuidade de JJ. Para João Gabriel, JJ seria um gajo porreiro se aceitasse continuar a trabalhar mais barato para manter o emprego de João Gabriel.
Na hora da despedida, JJ apresenta o comunicado que transcrevo acima. Provavelmente não foi escrito por ele, nem sequer é uma obra prima de originalidade retórica. Mas traduz os modos asseados com que se  despede do Benfica. Entrou um labrego no discurso, mas saiu um cavalheiro educado. Por seu lado,  os labregos que já estavam no Benfica continuam lá todos.  

6 Comments:

Blogger Bruno said...

Subscrevo.

Vieira e sus labregos directivos encostaram o homem à parede: Real Madrid não o veio buscar, o pai está doente no hospital, JJ aceitaria ficar quase de borla, por amor à camisola, no maior clube do mundo. Fartou-se.

Acredito até que sai, nem foi pelo dinheiro, mas pela abordagem que deve ter recebido da direção. A tal ingratidão sentiu-a primeiro que o orelhas.

O Sporting para ele é uma maravilha: se falhar a culpa não será sua mas do clube. Se acertar será sua. Fica em Lisboa com o pai, fala o seu protuguês, conhece a liga. Ganha bem. What else? Benfiquistas ficaram indignados, como refere o Carneiro, mas realmente por terem uma visão distorcida da realidade, do clube, do trabalho de treinador.

13:41  
Blogger carneiro said...

além de que o manto protector no Sporting não existe....
Mas isso é a minha dor de cotovelo deste ano a falar...

Vamos lá a ver se o Bruno Presidente não lixa tudo.

Curiosamente quando mereceu ganhar - os dois do Vitor Pereira -, perdeu. E, em 3 ganhos, dois deles são viciados. Um com os tuneis de Braga e da Luz - com o melhor jogador do campeonato suspenso 17 jogos e o melhor do Braga suspenso 6 jogos - e outro, o último, com 12 pontos da descarado favorecimento arbitral.

Aprendi a respeitar um tipo que eu não levava a sério, e que teve o cuidado de se instruir minimamente. De certeza que não foi fácil para ele aos 60 anos de idade estar a aprender o conjuntivo.

14:33  
Blogger Bruno said...

Subscrevo.

No Sporting não terá o colinho vermelhusco e será sempre atacado pois não é consensual a sua vinda. E a ida gozada.

Todavia o homem também vive de desafios. Acho que ele apanhou este desafio até para tentar provar que ganhou antes pelo seu mérito e não pelo manto.

Fez jogadores e deu muito dinheiro a ganhar com esses.

Por mim Março Silva tinha continuado mas o badocha cria estas situações, vamos ver.

Rui Vitória ainda vai ficar a ver navios...lol

17:58  
Blogger Bruno said...

http://expresso.sapo.pt/desporto/2015-06-05-A-saida-de-Jesus-os-6-milhoes-de-Vieira-a-chamada-rejeitada-e-o-aviao-para-Paris

A ser assim, JJ mostra uma palavra mais direita que a sua narrativa. Vieira o invertebrado quer protagonismo e queria correr com o homem. MS vai-se meter num antro de cobras sem força como no Sporting.

18:17  
Anonymous Kruzes Kanhoto said...

Para mim já vai tarde. Não esqueço o segundo ano dele no Benfica. Apesar da equipa de AVB ter sido, nesse ano, de longe muito melhor a teimosia dele envergonhou o Benfica e mostrou bem o carácter do tipo.

Este ano apenas foi campeão porque o Porto, com um dos melhores plantéis da história, teve um dos piores - senão mesmo o pior - treinadores de sempre.

19:41  
Anonymous Anónimo said...

Pinto da Costa sorri.
A parelha Jasus Bruto Azedo dão o primeiro passo para acabar com a SAD leonina.
Os simpatizantes, adeptos e sócios leoninos vão fiar à margem do Clube e da SAD
O Bruto está sem centavo como é que em 2 dias foi desencantar os milhões.
Ainda por cima é mentiroso, disse que o Sporting tinha capitais próprios para a operação jasus.
Mais dia menos dia quem vai mandar na SAD ou são os da guine ou os de angola ou os chineses. Entram com o capital ficam com o clube. Infelizmente muitos sportinguistas ainda não perceberam quem é esse Bruto, Quando abrirem os olhos vai ser tarde demais

22:43  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home