sábado, julho 31, 2010

LÁGRIMAS


O chorrilho de disparates como condição de protagonismo.

No final do Sec. XIX havia em Glasgow um actor tão mau, tão mau, que a aristocracia britânica ia de propósito só para ver o tipo.

Os políticos do PS, em especial as vedetas Canavilhas e Alçada, para lá da Camarada Vaqueira, cada vez que abrem a boca é um descalabro.

Esta malta a governar é uma espécie do Zé Cabra a cantar.

Lágrimas, são lágrimas...

sexta-feira, julho 30, 2010

OURO EUROPEU PARA O F.C.P.

Ineta Radevica, atleta do F.C.P. ganhou a medalha de ouro dos Campeonatos Europeus em Barcelona no salto em comprimento para a Letónia.

A comunicação social, na habitual parolice tuga, enalteceu a medalha de prata de Naide Gomes, minimizando a medalha de ouro que "até empatou, porque saltou a mesma distância". Em 90 notícias que consultei no Google sobre o assunto só 3 delas referiam que a atleta letã representa em Portugal o FCP.
Obviamente que sabemos que Naide Gomes é portuguesa criada na Madragoa, filha de pai alentejano e de mãe minhota e que foi registada na Conservatória do Registo Civil da Maternidade Alfredo da Costa.

Enquanto "a outra", a que ganhou "por mero favor da secretaria, porque em bom rigor os saltos foram iguais" nem é notícia, porque é estrangeira, nascida fora de Portugal. Até vi comentários de fulanos que acham que os saltos foram mal medidos, tal e demência ....
Só um pormenor que a maior parte das notícias nem refere: o critério de desempate quando o melhor salto é igual para duas atletas consiste na valorização do segundo melhor salto. A Atleta do FCP ganhou porque fez um melhor segundo salto do que a Naide. Por isso, Naide querida, quando dizes que "o empate tem um sabor amargo" estás apenas a sentir o amargura do mau perder. Não empataste merda nenhuma. Perdeste e perdeste bem porque o teu segundo salto foi inferior ao da Campeã Europeia. Essa reacção não é digna do Sporting.

Complementarmente, bem sei que a notícia nem é digna de ser referida pelo jornalismo desportivo português, mas este ano o FCP foi Campeão Nacional Feminino de Atletismo pela primeira vez na sua história, pondo fim à hegemonia de 15 anos consecutivos do campeoníssimo Sporting . Claro que se está em causa "apenas" o Sporting ou o FCP isso nem chega a ser notícia.

Estamos habituados.

HÁ 3 ANOS


Já passaram 3 anos desde a minha aventura em solitário Lisboa-Bragança-Lisboa.
Ainda não desisti de fazer a Transibérica Cabo da Roca-Cabo de la Nao.
Mas ao fim de 18 meses de impedimento voltei à estrada. O sonho já voltou a sorrir, o sabor da água choca da mangueira do camelbag já voltou a saber bem. Isto está a ir no bom caminho.
Próxima etapa: Estágio de Btt de 8 dias sediado em altitude a rondar os 1.000 metros só para atletas federados na Equipa Continental Carneiro.

ARMADA SCALE














quinta-feira, julho 29, 2010

SCALE JUNIOR 24

NO FUNDO, NO FUNDO...


...meu caro UPS, tu gostarias era de receber periodicamente uma ou outra carta ou postal de aniversário ou de Boas Festas com esta assinatura.
Mas isso é privilégio de alguns.
Tu, se recebesses coisa parecida, seria assinado com uma cruz e uma impressão digital e nódoas de vinhaça tinta e de banha duma borda de coirato que saltou ao ser palitada

quarta-feira, julho 28, 2010

PARAGEM EM VALENÇA

Os Peregrinos do Divor pararam em Valença para usufruir de mais um monumento de reflexão e de compulsão religiosa que os levou a Caminhos de Santiago. Segundo o nosso repórter, as massagens eram lá dentro.

MI-Á-UFA

Quer-se dizer: fizeram as borradas que bem vos apeteceu com os túneis e agora estão com medo de entrar ?
Vá, vá lá. Podem entrar no túnel que ninguem vos faz mal. Isso não é em Carnide. Ninguém vos faz mal.

Consciência pesada, hein ?

terça-feira, julho 27, 2010

COMIDA DE ATLETA

Acautelando o elevado rendimento físico necessário a tão intensa actividade, os nossos Cicloturistas do Divor tomam uma refeição de esparguete e peito de frango, acumulando glicogénio com hidratos de dupla molécula, evitando as gorduras de origem animal e usando a proteína animal quase no seu estado mais puro. A hidratação faz-se com água, à temperatura do corpo para mais fácil assimilação e reposição dos níveis de fluidez do sangue. Atletas exemplares.

(Lá fora estão estacionados os carros em que se deslocaram. Porque a verdade é que não vi uma única fotografia com bicicletas, nem eles à chegada traziam qualquer bicicleta. Cheira-me a vigarice. Isto anda por aqui um friportezinho...)

COLECÇÃO



Uma pequena amostra da colecção de panamás apanascados do Ricardo Casaca, Aka, o Ciclo-Saddam em calção de lycra.

PEREGRINOS

O nosso repórter que acompanhou a Peregrinação a Santiago de Compostela disfarçado no meio do Grupo de Cicloturistas os Arintos e Moscatéis da Freguesia de Nossa Senhora do Divor, enviou-nos este pequeno apontamento de reportagem bem elucidativo do esforço titânico, das centenas de km a pedalar contra o vento, do cheiro a suor que empesta a blogosfera. No caso, aconselhavam-se com duas irmãzinhas da caridade - que estavam em férias - sobre a melhor forma de penitenciarem o corpo, que a alma, essa, há muito que foi entregue ao marido da cabra.

CALOR

O REGRESSO DOS HERÓIS




Os Cicloturistas os Arintos do Divor já voltaram da sua Peregrinação Anual a Santiago de Compostela. Com as ligeiras lesões próprias da prática do ciclismo. Com mercurocromo tudo se desinfecta. Não é Carrageta ?

segunda-feira, julho 26, 2010

HOJE SÓ NA PRAÇA

BMR 601 PT FEITO

O Pedro e o Albano completaram o primeiro BRM corrido em Portugal. Ainda por cima 600 Kapas.

Os últimos 250 sob um sol abrasador. Eu escolhia uma sombra, alimentava e hidratava e dormia 6 horas. Pela fresca da tarde arrancava para fazer o resto de noite. O tempo limite terminava às 11 da manhã.

Fizeram em 28 horas. Menos 12 do que o tempo permitido e menos 11:55 horas do que será o meu tempo quando o completar. Qualquer dia.

Estou genuinamente contente. Por eles. E por mim, que vou ter hipóteses de fazer em distâncias mais curtas aquilo que empiricamente andei a ensaiar nos últimos anos com menor ou maior regularidade: a superação pessoal dos meus limites em vez da competição com os outros.

Lembro aqui os heróis do Divor com quem fizemos o primeiro atamancado Lisboa-Entradas 200.

Posso adiantar que depois das férias o Pedro generosamente vai arranjar maneira de muitos mais poderem partilhar da modalidade que ele soube importar em tão boa hora.

Atenção, AC dos Trilhos: Alguém que faz a transpirenaica em solitário ou organiza expedições a Fátima a rondar os 160 Km é um Homem adequado para este tipo de desafios.

Falo do AC porque o blogue dele é mais explícito e mais documentado, mas certamente que há por aí muito mais gente a ensaiar este tipo de aventuras.

Ou seja, esta conversa só agora começou.

Sei que uma equipa de reportagem motociclada andou a filmar parte do percurso e em breve será editado o filme com prefácio de Manoel de Oliveira. Porque o filme é mesmo muito chato. Só tem dois artistas a andar de bicicleta e não há cenas de porrada nem de sexo. Ou seja, um filme tipicamente português.

Um abraço para a aguadeira e para a enfermeira de Cacilhas.

domingo, julho 25, 2010

VENDA DE GARAGEM

Tenho acumulado material em segunda mão, outro só usado uma vez e outro que quando chegou descobri que não dava para ser aplicado. A maior parte dele exige colocar pilhas novas e afinações várias. É só para quem tem jeito para essas coisas. Só sei que, pelas mais diversas razões, está a ocupar prateleiras.

Em especial acessórios de Ciclismo, Estrada e Btt (muita roupa técnica de tamanhos que não me servem), de Patinagem, chassis, rodas, rolamentos, de Motocilismo.

Um dia destes vou colocar aqui tudo à venda por um preço simbólico ou mesmo oferecido a quem se comprometa a dar-lhe uso pessoal e que o não vai vender.

Estou na fase de varrer o balneário.

Por exemplo, mandei vir um intercomunicador para os dois capacetes da mota, com auscultadores e microfone e não consigo pôr aquilo a funcionar em condições. Os riscos na pintura devem-se a ter andado dois meses dentro da bolsa a caminho do Escritório na esperança de encontrar alguém que me ensinasse. Mas já atingi a fase de não retorno. Passei a odiar francamente o aparelhómetro... Ando a ouvir música directamente do MP3 com os auscultadores entalados contra o capacete. Magoa ao princípio mas depois esqueço-me...
Tenho uma cinta-baixa motard que só foi usada uma vez pelo meu Vasco, pois a couraça de segurança dele não tinha chegado e improvisei com aquele mini-cinta de adulto, etc.
Depois das férias, em vez de anedotas de alentejanos mandadas pelo Piteira, vou-me dedicar ao comércio justo em segunda-mão.

COMPARAÇÃO


sábado, julho 24, 2010

PELA LEI E PELA GREI

O meu amigo João Fonseca registou este momento que ainda me faz ter alguma esperança.
Só alguém movido por um Ideal de Serviço em prol da comunidade se prontifica a improvisar uma vassoura que limpe a gravilha da estrada que pode pôr em causa a integridade dos ciclistas.

A CORRENTE DO FAIR PLAY

No dia em que Contador ganha um importante prova de ciclismo internacional ao aproveitar com oportunismo e posteriores aldrabices o facto do adversário directo ter avariado numa altura crucial, relembro aqui um episódio que já contei passado com Laurent Jalabert numa Vuelta.

"Em 1995, Jalabert venceu as três "camisolas" da Vuelta. Montanha, Pontos e Geral. E protagonizou uma das mais nobres páginas do desporto.
A etapa era a 12ª com a meta no alto da Sierra Nevada. Era a mais longa com 236 Km de extensão. Um jovem alemão da Telekom, Bert Dietz, lançou-se na aventura da fuga logo na primeira dezena de quilómetros. Tão longe da meta, o pelotão deixou-o ganhar muitas dezenas de minutos. Como habitual, com o aproximar da meta, Dietz começou a perder vantagem. E na derradeira subida, que é das mais complicadas em Espanha, viu encurtada dramaticamente a vantagem. Depois da última curva, a meta já se via no final daquela derradeira rampa. Só faltavam 500 metros para ganhar a etapa-rainha da Vuelta daquele ano. Mas Jalabert que fizera a subida nos habituais esticões que rebentavam com a concorrência, contorna a última curva e dá com o Dietz na sua frente, penosamente, a tentar chegar à meta. Com facilidade Laurent Jalabert ultrapassa o adversário, que num soslaio de profunda tristeza e desânimo depois de tão prolongado esforço identifica quem o ultrapassa e abdica do seu já fraco ritmo. Mas Jalabert deixa de pedalar, olha para trás e espera. Confirmando que não precisava de ganhar a etapa por ter deixado muito atrasados os directos competidores, Jalabert incentiva Dietz a pedalar, dá-lhe ânimo e coragem para mais aquele derradeiro esforço e deixa que Dietz ganhe uma etapa em que andara fugido cerca de 230 quilómetros. Talvez a fuga mais longa de que tenho conhecimento.
Senti-me envolvido naquele acto de nobreza. Comovido até às lágrimas. Nesse dia, mesmo como simples adepto da modalidade, senti orgulho do ciclismo."

Saliento que o Jalabert ainda não tinha a vitória assegurada e que perdeu talvez um minuto com aquela atitude, para lá da pontuação do 1º lugar na Montanha e nos Pontos.

Contador pode dar muitos "tiros" vitoriosos, mas nunca será um Campeão. Porque um Campeão tem nobreza de alma. Só é adulado pelo que os rodeia, não porque inspire respeito, mas apenas enquanto ganhar. E naquele dia até foi apupado pelo público ao subir ao podium.

Ao fim de 51 anos de idade já aprendi uma coisa: pode durar mais ou menos tempo, mas quem é pequenino de alma e atrofiado de carácter, mais tarde ou mais cedo espalha-se ao comprido. Eu não lamentarei esse momento.

A MEIO DO CONTRA-RELÓGIO


...este moço que perdeu mais de 30 segundos com uma avaria na corrente quando atacou numa montanha está a 2 segundos da Camisola Amarela.

Noutros tempos, quando algum avariava ou caía os outros esperavam.

Já o ano passado a Assistência "Neutra" lixou o Cadel Evans com quase dois minutos para lhe substituir a roda furada.

O Contador beneficia em demasia das incidências das corridas. Ganha sempre um a zero, com a sorte do jogo e não tem a grandeza de alma que define os Campeões.

Adivinhem lá por quem eu estou a sofrer.

PEDALAR COM ESTE TEMPO ?

DEVEM ESTAR A CHEGAR


Os meus amigos do Divor devem estar a chegar a Compostela, na decorrência de mais uma viagem épica a pedal. Este ano foi mais fácil, sem diarreias ou alergias, porque intencionalmente não forneci Daniel's. Nem todos se deram bem o ano passado.
Havemos de beber o dobro cá em baixo.
Também é o dia da partida do Pedro e do Albano, rapazes com o coração do tamanho da alma que uma vez me rebocaram por um "brm" - com minusculas para evitar confusões - até Serpa.
Já agora, neste final de época quero agradecer de forma pública a todos os outros amigos ciclistas que me incluiram nas suas actividades, tenha eu podido ir ou registado apenas a gentileza de se lembrarem de mim. Alguns mais radicais (e novos) como o No-Flats e Torpedro obviamente que só me convidaram para aquelas que eles sabiam estar ao meu alcance. Estes são quase meus filhos-ciclistas adoptivos.
Mas houve por aí muito boa gente que só se lembra de mim quando precisa. Agradeço em especial a estes, pois permite-me concentrar o pouco tempo que me resta nos outros que verdadeiramente merecem.
Porque amizade que convenha é a que vai e a que venha.
Como estamos no defeso, é a altura de arrumar e varrer o balneário.

sexta-feira, julho 23, 2010

DIVORIANOS EMIGRARAM DE VEZ

Os nossos cicloturisdas do Divor passaram HOJE a ponte de valença e não tencionam voltar.
Porque "espanhol é o português que nasceu no lado certo da fronteira".

PERDI O METRO


Nome Comum: Robalo


Em Inglês: European seabass

Nome Científico: Dicentrarchus labrax

Classe: Ostheichthyes

Ordem: Perciformes

Família: Serranidae

Etiquetas:

quinta-feira, julho 22, 2010

AIR SUPPLY



Música para maiores de 50 anos.

Os originais em vinil das matinés de garagem.

AMOR A TRÊS

"- Eh pá, gostavas de fazer amor a três ?"
"- Olha que é capaz de não ser uma ideia descabida..."
"- Então, despacha-te e corre até casa, talvez ainda chegues a tempo."

PT 601 - BRM 600


Um dia, também eu hei-de fazer isto.
Boas pedaladas, Pedro e Albano. E cuidado com os cães, com os lixos sólidos nas bermas e os gajos que vos apareçam de lycra sem bicicleta.

FIGURAS GEOMETRICAS


"Vocês os dois façam um triângulo!"
"Vocês os quatro façam uma pirâmide!"

ESCAPADOS DO LINHÓ

"Foi tudo,uma grande confusão, pá.
Mas está tudo bem outra vez. Conseguimos fugir na carrinha de apoio, sem pagar as contas.
O vinho até nem era mau, mas o Nap não havia meio de acabar a primeira garrafa e..."prontus"

Hoje conseguimos ficar num abrigo/social(em Ílhavo)... bem vistas as coisas ainda somos capazes de receber o rendimento mínimo que dão aos outros ciganos.
Dava jeito para os furos...as câmaras de ar já não são como antes."

(relato do nosso repórter no local)

ACTO DE CONTRIÇÃO

Depois da visita do Senhor Capelão Militar Major Bernardo, os Divorianos caíram em si e interiorizaram o prejuízo pessoal e social decorrente das cenas apanascadas que levaram a efeito no Arraial Gay do Divor.
Tirando o Napoleão que na altura estava em massagens tailandesas e outras no Algarve - e por isso bem reflecte a sua indiferença psicológica em relação ao drama psico-social ocorrido -, bem se nota a consternação, o arrependimento e a vergonha que estes bravos rapazes assumiram depois de caírem neles próprios.
Com efeito, nunca os vi com um ar tão macambúzio o que me leva a acreditar na genuinidade do respectivo arrependimento e me leva a voltar ao convívio deles numa próxima oportunidade que espero seja para breve.

Espero que tenham aprendido a lição: gaiatagens não é o mesmo que gayatagem. Podem ser rapazolas ou gaiatos, mas não têm que apaneleirar.

Que vos fique de emenda!

quarta-feira, julho 21, 2010

FORAM PRESOS !








Os Divorianos meteram-se a pagar às meninas vinho a martelo de marca rasca, JM, adulterado com 7Up e acabaram todos detidos no Estabelecimento Prisional do Linhó depois de resultado positivo no sopro do balão e por comportamento indecoroso em geral e escandaloso em particular.

Até há pouco tempo era exclusivamente um Estabelecimento Prisional Masculino, mas passaram a chamar-lhe Hotel para poder albergar "mulheres do sexo oposto" - na imortal definição do tenente Grubber.

O Napoleão, que conhece malta em todo o lado, que é amigo íntimo do Director do Hotel e que não acusou no aparelho porque chegou atrasado ao controlo - pois é o único que trabalha e tem juízo na cabeça no meio daquela pandilha -, foi visitar os Divorianos num acto de misticismo solidário, já que lhe ficava a caminho para a sua sessão diária de massagens.

DIVORIANOS PELO PINHAL DE LEIRIA


terça-feira, julho 20, 2010

NOTÍCIAS DE GUIA

Parece que os Divorianos, no cumprimento escrupuloso dos respectivos votos de peregrino, se mandaram a um porquito empalado por cima das brasas enquanto o vergastavam selvaticamente com ramos de loureiro impregnados em gordura vegetal - para doer mais. Tal crueldade foi-lhes sugerida pela leitura pouco atenta de um manual de massagens com origem na Península Escandinava.

(Ei, rapazes, isso não é assim... essas massagens não é no porco...mas aqui não posso contar)

CALDEIRADAS À MODA DO DIVOR

Um apreciador de peixe de nível médio identifica dois peixes nobres neste prato: a posta da raia e o rabo da garoupa.
Em Vieira de Leiria, segundo o nosso repórter destacado, parece que a caldeirada é outra: afinal a malta é que é da raia, a garoupa para alguns é garota, para outros nem por isso, o rabo não comentamos - ainda não esquecemos o choque que o Arraial Macho e Másculo do Divor nos causou - e a caldeirada, então, é melhor nem falar disso.
Ficamos a aguardar as aventuras de amanhã.

CICLOPEREGRINAÇÃO DO DIVOR

Parece que o pelotão cicloperegrino está abancado em Vieira de Leiria.

POR ONDE...

....andará neste momento esta quadrilha de bem-feitores ?